12.8.08

ANTÓNIO ARAGÃO

A VIRGEM


um avião em teus seios desocupados
um guindaste em tua boca alerta

um passo de arco-íris corre
teu pulso – dá-me teu bilhete
oh como voo teu gosto de viajar!
um motor faz entre tuas coxas
hossana! é sangue o côncavo do teu lugar

(in Antologia de Poesia Portuguesa Erótica e Satírica, 1965 – poema datado de 1959)

5 comentários:

Ramon Alcântara disse...

Talento fazer poesia erótica, belo achado!

abzzz

Chihiro disse...

ASim, bonito poema.
obrigado pela partilha :*

Ego. disse...

Tudo muito interessante aqui!!!
Poesia... me encanta!

Até!

...Rafael disse...

A poesia é, como toda arte e por ser expressão de, algo realmente inexplicável e transcendente. Também mantenho um blog sobre poesias. Que inicialmente só contem poemas autorais (se é que podem ser chamados assim. Mas cabe ao leitor as rotulações), Masque tbm pretendo tratar de poesias de outros autores. Gostei muito deste, estou adentrando agora nesse universo da blogesfera, e o melhor é poder cruzar com blogs de fora que nos leva ao outro lado do continente... filosofiasobsol.blogspot.com
Abraço...

MADRUGADA... disse...

Muito me parece que aqui se respira poesia.

Mas que bem.