16.12.08

EDWARD HOPPER


Empty Room, 1963
óleo sobre tela
Colecção particular



MÁRIO AVELAR

Promenade – Sol num quarto vazio
(Edward Hopper)


Às vezes sento-me na
sala a ouvir Coltrane,
my favorite things… O crepúsculo

da memória esbate-se
em ténues raios de
luz nos ecos desses dias:

Não vás ao mar, Tóin’… O tédio
dos sessenta, procissões,
indolentes romarias…

cheiro a fritos, farturas…
Nostalgia? Toca a
banda no coreto… Que

vontade de uivar, de
correr, de fugir p’ra longe
desse imenso torpor.

(de Pela mão de Mussorgski numa galeria com anjos, Black Sun editores, 2000)

2 comentários:

ana salomé disse...

excelentes encontros, rui.*

Marisocas disse...

Um Santo e Feliz Natal cheio de coisas boas. Boas entradas em 2009.