12.9.09

JOEL HENRIQUES

PASSOS


Os passos despertam o ser desconhecido
no fim da procura.

Se alguém me levasse
sobre a terra sem descanso,
talvez pouco descobrisse.
A viagem continuaria insaciável.

Repito os passos sem limite
para que a linguagem me pertença

Só assim encontrarei a claridade
no instante vivo da aurora.

(de A Claridade, editora Casa do Sul, 2008)

1 comentário:

maria carvalhosa disse...

Interessante, Amigo Rui. Não conhecia o Joel.
Um beijo grato.maemei